• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 04/09/2017

    Os feiticeiros, de Thaylane Ramos (resenha)

    Olá, leitores!

    Fazia tempo que não encontrava uma fantasia tão boa e que me despertasse a vontade de continuar lendo para saber o final. "Os feiticeiros" foi escrito pela brasileira Thaylane Ramos, publicado de forma independente em 2015, contém 295 páginas e o primeiro volume da série "entre mundos".

    Foto: arquivo pessoal

    A obra conta a história de quadro amigos: Alma, Ellen, Rodrigo e Jason, que dividem igualmente o protagonismo. Eles levam uma vida normal de adolescentes até a noite de formatura do ensino médio. Na festa, as meninas vão a uma cartomante que acerta tudo e no dia seguinte os quatro não lembram de nada, nem que se conhecem. Até que encontram um senhor, que lhes revela que são feiticeiros e então eles vão para Magic's House, uma escola de magia. Agora, você, caro leitor, deve estar pensando que já viu este enredo (pessoas que levam uma vida comum até descobrirem que tem poderes) em algum lugar, sim, eu também associei a Harry Potter (como fã é impossível não lembrar), pelo menos no começo da leitura, depois me habituei e me encantei com o universo criado por Thaylane Ramos, que por sinal, é bem distinto. A escola em nada lembra Hogwarts e ela mistura mitologia grega com feiticeiros de uma forma muito interessante, é nítida a pesquisa feita por ela para introduzir personagens como Zeus, Hades, entre outros.

    O mundo. Esta carta simboliza o poder que você tem de mudar o mundo, você poderá mudar o destino da vida de algumas pessoas, então tome cuidado a cada decisão que tomar, pois isso poderá mudar tudo.

    Outro ponto positivo é que os personagens são bem completos, tanto os protagonistas como os secundários, a parte física deles é bem descrita e a personalidade é muito bem trabalhada. Podemos diferenciar quem é quem só pelas atitudes tomadas, pois são bem distintos uns dos outros. Com referencia aos protagonistas: gostei muito das meninas (Ellen e Alma), adorei a cumplicidade que elas possuem. Não gostei de Rodrigo, mas acredito um personagem criado para que não tivesse o carinho do leitor. Sabe aquele personagem chato? Que se acha? Pois é, este é o Rodrigo.

    Droga... por que mesmo você é a minha melhor amiga? Talvez seja porque você é a única pessoa no mundo que me entende sem ter de te dizer uma única palavra, que saco!

    A história tem momentos de ação, aventura e até romance, considero completa e com os capítulos finais de tirar o fôlego: não conseguia parar de ler e tinha que saber como termina. Só senti falta de uma explicação mais detalhada da origem deles como feiticeiros, mas acredito que isso possa ser melhor trabalhados nos próximos volumes da série.
    Já leram? Pretendem ler? Gostam de fantasia? Comentem.

    2 comentários:

    1. Gostei muito da história, fiquei com curiosidade de ler :D

      http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá Monyque, autora aqui. Fico feliz pelo seu interesse na história, caso queira conhecer um pouquinho mais dos meus livros, visite o meu site www.escritorathaylane.com

        Beijos!

        Excluir

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo