• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 22/06/2017

    Amizade, sexo e chocolate, de Patrícia Vahl (resenha)

    Olá, leitores!

    Estava à procura de uma leitura rápida no Kindle e achei esse conto que havia baixado de graça. Trata-se de "Amizade, sexo e chocolate" de Patrícia Vahl, publicado em 2016 na Amazon e contém 18 páginas, que apesar de ser rápida não foi tão prazerosa como eu imaginava.
    A obra é narrada por Mila, uma mulher solteira de 35 anos, que se incomoda que a família cobre uma vida amorosa. Perto de ter que passar o fim de semana com a família, ela recebe a ligação de Michael, um amigo de infância. Sabendo desta cobrança da família por um namorado, Michael se propõe a fingir ser namorado dela. Percebe-se que o enredo é clichê, como sabem isso nunca me incomodou, inclusive sou fã dos livros do Nicholas Sparks, a questão está em tudo ser inverossímil e mal explicado. Vamos aos pontos:

    Uma mensagem no whattsapp do meu melhor amigo de escola, Michael, fazia alguns anos que não nos víamos.
    Podem não se ver faz anos, mas pela foto no whatts, dava para perceber que ele mudou, mas mesmo assim ao vê-lo pessoalmente ela se surpreende:
    Estaqueei quando enxerguei ele na porta, ele havia crescido nos lugares certos. 
    Foto: arquivo pessoal

    Enfim, esse é um detalhe pequeno, mas que me incomodou um pouco, talvez pudesse ter sido comentado que ele não usava foto no aplicativo e por isso a surpeendeu. Acho que poderia ser melhor desenvolvida a relação dos dois até este reencontro, ficam as dúvidas: eles se falavam bastante no WhatApp? Como ele sabia de todos os problemas enfrentados por ela na vida adulta? Outro ponto que acredito que poderia ser explicado é como surgiu a ideia de fingirem ser namorados, tudo que foi dito é que quem a teve foi o Michael. Concluo que poderia ter um pouco mais de páginas para explicar melhor essas questões.
    As descrições ficam a cargo da descrição aparência dos personagens, sem se ater a lugares, contém cenas hots; (pelo título da para imaginar que teria hehe), mas não em excesso ao ponto de incomodar. A linguagem é de fácil entendimento. Concluo dizendo que é uma história clichê, que poderia ser melhor desenvolvida, descrevendo mais alguns pontos.
    Já leram? Gostaram? Pretendem ler? Comentem.

    2 comentários:

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo