• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 27/06/2016

    A menina que roubava livros, de Markus Zusak (resenha)

    Olá, leitores!

    Acho que não teria outra forma de iniciar essa resenha se não falando da fantástica narrativa feita pela Morte que conta a história da menina que roubava livros. Nossa narradora vai dando palpites sobre os humanos, os quais ela não entende, dando opiniões sobre a história e até dando spoilers do que está por vir, o que faz com que o leitor tente antecipar os acontecimentos. A Morte é uma figura enigmática, embora não seja revelado se é homem ou mulher, sempre imaginei como uma figura feminina.

    Foto: arquivo pessoal

    Eu não carrego gadanha nem foice. Só uso um manto preto com capuz quando faz frio. E não tenho aquelas feições de caveira que vocês parecem gostar de me atribuir à distância. Quer saber a minha verdadeira aparência? Eu ajudo. Procure um espelho enquanto eu continuo.
     A Morte começa a narrativa falando que se encontrou três vezes com a menina que roubava livros, ou seja, a Liesel. Seu primeiro encontro ocorre no início do livro, quando Liesel sendo levada juntamente com o seu irmão para ser adotada. Durante essa viagem, seu irmão acaba falecendo, e é nessa oportunidade que rouba seu primeiro livro, "O manual do coveiro", na tentativa de lembrar do irmão.
    Claramente, eu vi. Estava prestes a ir embora quando a encontrei ajoelhada. Uma cordilheira de escombros fora escrita, desenhada, erigida à sua volta. Ela estava agarrada a um livro.
    Foto: arquivo pessoal

    Com a morte do irmão, sua mãe adotiva Rosa acaba ficando brava, visto que eram duas crianças, logo, duas pensões. Como só veio a Liesel, a situação financeira não melhoraria tanto.
    Liesel não se adapta facilmente em sua nova casa, além de Rosa trata-la mal, ela sempre tem pesadelos lembrando da morte do irmão. É nessas noites que se aproxima do pai adotivo, Hans, que sempre vai acalmá-la. Além de Hans, a menina acaba fazendo amizade com Rudy, um garoto que mora na mesma rua.
    Vale ressaltar que a história se passa na Alemanha nazista, então, paralelamente a vida de Liesel, a Morte mostra a situação do país. Confesso que nunca fui de pesquisar o nazismo, logo, muito do que se passou na obra foi novidade. Mas, tudo é explicado pela narradora, a qual tem um função importante durante a guerra. Então, não entender o período histórico não impede de compreender a obra literária.

    Foto: arquivo pessoal

    A linguagem do livro não é simples, além de alguns termos em português que não vimos no dia-a-dia, há alguns em alemão, embora sejam poucos, é necessário uma pesquisa para compreendê-los pois seu uso é frequente. Além disso, a leitura não é fluida, talvez seja por conta das inúmeras descrições presentes no livro, mas, de fato demorei muito para terminar a leitura. Vale ressaltar que é um livro emocionante e muito bem escrito.
    Já leram? Viram o filme? Tem curiosidade de ler? Comentem.

    25 comentários:

    1. Olá, como está? Já tentei ler o livro e lembro que não gostei pela falta de compreensão, mas talvez seja pelo fato de ter sido o primeiro livro(grande) que tentei ler, não estava habita. Sempre vejo muitos elogiando o livro e isso sempre faz com que eu queira retomar a leitura. Vou dar uma chance ao livro assim que possível. Adorei a resenha, beijos!
      www.perdidasemhistorias.blogspot.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Acho complicadinho essa leitura para quem estava iniciando mesmo, a linguagem é complicada e não é fluida. Isso, dá uma chance para ele agora, com uma carga literária maior, pode ser que goste.

        Excluir
    2. Oi! Tudo bom?! Olha eu gostei de você. Curta, clara e objetiva. A resenha em si ficou ótima, mas confesso que até pelo gênero do livro não faz bem o meu tipo, pra mim até o filme foi cansativo kkkkk Adorei o blog e os conteúdos parecem ser bem interessantes! Beijinhos!
      www.julianices.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sério? Eu já gostei do filme. Que bom, seja sempre bem vinda aqui.

        Excluir
    3. Carambaa, que legaal! :D
      Nunca li o livro, nem nada sobre ele, muito menos vi o filme. Na verdade, nem sabia do que se tratava :P
      Lembro há uns anos ele foi um dos livros mais lidos/vendidos por muito tempo, mas nunca me interessei - essa é a primeira vez que leio uma resenha sobre ele :O :O :O
      E não é que eu gostei? Achei bem bacana :D
      Pensando seriamente em achar um espacinho para ele na minha lista de leitura (furafila) :D
      Gostei muito da sua resenha e espero lê-lo ainda nessas férias :P
      Mas fico na dúvida, leio o livro ou vejo o filme primeiro? O.o
      Bjoo :**
      Nerd de Pijama

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Também nunca tive curiosidade de saber nada sobre, talvez por isso tenha gostado tanto, comecei a ler sem expectativas. Leia primeiro :D

        Excluir
    4. Eu adooooooooooooooooooooooro seu blog rsrs suas resenhas sempre tão incriveis! Eu sempre brigo comigo mesma por nunca lembrar de comprar esse livro, nunca vi o filme e nunca li o livro.. Mas depois desse seu post vou encomendar o meu livro agora!!! Beeeijos e todo sucesso!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Muito obrigada pelo carinho. Espero que goste da leitura tanto quanto eu.

        Excluir
    5. Depois que eu li esse livro eu comecei a me interessar muito por história, e principalmente por livros de histórias nazista. Sua resenha esta muito boa, se eu não tivesse lido ainda com certeza ficaria interessada, eu adoro isso da morte narrar a história, tirando que é de tirar o folego, é um livro pra se ler com calma e que é tão bom quanto a adaptação do filme, costumo detestar os filmes dos livros mas, esse ficou sensacional.
      Lindo o seu blog, adorei aqui.

      Xoxo :*
      www.isabelamingues.com

      ResponderExcluir
    6. Olá, tudo bom? Já li esse livro faz tempo, quando nem era moda e gostei bastante. O filme também é super legal.

      Beijos:*

      ResponderExcluir
    7. Oie, tudo bem? Eu comprei esse livro e dei de presente pra minha mãe. Tenho muita curiosidade para ler, mas ainda não consegui. Vi o trailer do filme e parece ser muito bonito, ainda não assisti também. Pela sua resenha ele parece ser ótimo. Gosto de livros intensos, eles exigem um pouco mais de atenção e paciência para entender a história e terminá-lo, semelhante Garota Exemplar. Beijos, Érika ^^

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sua mâe gostou? Pega emprestado dela kkkkk, espero que leia e goste.

        Excluir
    8. Tainan, amei a resenha! Admito que morro de vontade de ler esse livro, e também estou super envergonhada pois não leio nenhum livro novo a um ano (sendo que eu costumo ler pelo menos 10 por ano)... foi devido ao tcc da faculdade, mas agora que me formei poderei ler tudo o que estava pendente e esse livro está na minha lista <3

      Beijos, Gabi.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Me assustasse agora, tenho tcc e não quero ficar sem ler. Isso, aproveite para ler agora que terminou.

        Excluir
    9. Acho suoer interessante o livro ser narrado pela morte. Chorei demais lendo. Mas é um livro lindo e que deixa várias perguntas para que a gente se faça.
      Beijos
      Mari
      www.pequenosretalhos.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. A Morte é maravilhosa, podia narrar vários livros.

        Excluir
    10. Tentei ler esse livro uma vez e não entrou kk acho que porque era muito nova pro tipo de leitura. Agora que soube que é narrada pela morte fiquei um pouco mais curiosa, me pareceu mais interessante.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É difícil mesmo para quem está iniciando na leitura.

        Excluir
    11. Olá,
      Adoro esse livro, gosto bastante do filme também.
      Sou bem suspeita para falar sobre esse livro, pois é um dos meus preferidos.
      Adoreia resenha, Tai.
      Beijos.

      Leitura de Lua

      ResponderExcluir
    12. Não li e nem vi o filme, depois de você falar que a linguagem não é simples já desanimei de ler, mas sempre ouvi que a história é emocionante. Bjo.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Requer que preste bastante atenção na leitura para entender.

        Excluir
    13. Ah, você poderia ter falado do Max, para mim ele é o melhor personagem do livro todo e muito importante no desenvolvimento emocional da Liesel. Além do fato de ele ser um judeu escondido na casa de alemães. E o pai da Liesel também é um personagem e tanto! Na verdade eu amo todos os personagens desse livro <3

      Beijinhos, Hel - Leituras & Gatices

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Evitei falar porque ele aparece um pouco mais avançado no livro, então, resolvi não dar spoilers. Mas gosto bastante dele.

        Excluir

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo