• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 22/04/2016

    O Fantasma de Canterville, de Oscar Wilde (Resenha)


    Olá, pessoal!
    No começo da leitura desta noveleta, lembrei-me de uma fala do professor de Literatura Norte-Americana, de que a modernização, o avanço tecnológico em si e das ciências, da eletricidade etc., meio que apagou a magia e os elementos aterrorizantes do passado. Como se a utilização das luzes no período de escuridão – isto é, a noite – “matasse” as crenças em seres de outro mundo, sejam bruxas, fantasmas ou o que quer que fosse. E a obra aborda isso, assim como outras questões.

    “Eram, estava claro, pessoas pertencentes a um plano de existência inferior, meramente material; seres incapazes de apreciar o valor simbólico dos fenômenos sensíveis” (p. 51)

    Embora seja um livro feito para crianças, é uma leitura válida mesmo para adultos, até por causa da crítica que o livro traz, algo que dificilmente uma criança perceberia. Como a questão do capitalismo, de como a sociedade evoluiu e perdeu essa sensibilidade com o sobrenatural, ou até mesmo sobre a falta de respeito com a cultura alheia.

    "O que seria do mundo se fossem os fantasmas que tivessem medo de gente?" (retirado da orelha do livro)

    Fonte: Arquivo Pessoal.
    A história conta sobre Sir Simon, um homem que fora malvado em vida e que, sendo então um fantasma, acredita ser seu papel atazanar a vida dos moradores da mansão dos Canterville. Após trezentos anos de sustos bem sucedidos, eis que surge uma família americana que compra a mansão – com fantasma incluso. Esses novos moradores, apesar de terem sido alertados sobre o fantasma de Sir Simon, o ignoram, ou mesmo pregam peças com o pobre fantasma, como é o caso dos gêmeos Otis, que acham graça dele. É interessante como eles incomodam o fantasma, se o fantasma arrasta as correntes enferrujadas pela casa, eles oferecem um óleo ao fantasma para que o som para de perturbá-los à noite. Nada os faz sequer pensar em sair dali. O que deixa o fantasma totalmente incomodado; a função dele era assustar os moradores da casa, nem mesmo toda sua gama de papeis diferenciados – pois o fantasma tem jeito, por vezes, de ser um ator – tem efeito sobre a família Otis.


    Enfim, é uma obra curtinha, falar demais pode tirar um pouco da graça da leitura. Apesar de a edição que li ter quase cem páginas, há bastante ilustração, o espaçamento é grandinho e a leitura é simples, fluída e divertida. É o tipo de livro que lês tranquilamente em um período do dia.

    Fonte: Arquivo Pessoal.
    Como dia 18 agora foi o Dia Nacional do Livro Infantil, a obra “O Fantasma de Canterville”, de Oscar Wilde, foi escolhida para leitura este mês pelo Clube do Livro que participo. A edição que li é da Editora Casa da Palavra, de 2011, com tradução de Braulio Tavares e ilustrações de Romero Cavalcanti.


    E aí? Já conheciam essa história? =)

    9 comentários:

    1. Oi
      Confesso que não conhecia esse livro, parece ser uma história legal
      que bom que gostou e eu curti sua resenha.

      momentocrivelli.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá! =)
        Eu não conhecia até o colocarem como opção do Clube do Livro. xD
        Mas vale a pena ler, até por ser bem rápido (mesmo) de ler. ^^

        Excluir
    2. Não conhecia a história, mas adorei a ideia do livro! Vou colocar na lista.^^
      Beijo

      Canastra Literária | Facebook | Twitter

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá! =)
        Sim, a ideia é muito legal! *-*
        Espero que aproveite a leitura também~

        Excluir
    3. Não conhecia o livro, mas deve ser uma historia bem linda já que ganhou um osca, beijos!
      www.garotadelicada.com.br

      ResponderExcluir
    4. Olá!
      Eu não conhecia esta história, gostei muito da sua resenha e pelo que escreveu da história achei a ideia bem legal e interessante haha. :)

      Beijos.
      http://garotadeallstart.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá! =)
        Fico contente por ter gostado. ^^
        Sim, é bem interessante, espero que tenhas a oportunidade de ler esta obra também. =)

        Excluir
    5. Já li esse livro e também gostei muito. Tem resenha lá no blog se quiser conferir melhor minhas impressões. Gostei de conferir sua opinião sobre essa leitura que assim como você destacou pode ser lido por pessoas de qualquer idade, não só crianças.

      Leituras, vida e paixões!!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá! =)
        Que bacana! É uma boa obra, né?
        Sim, pode mesmo, pois mesmo sendo uma história infantil há assuntos bem pertinentes a todas as idades. ^^

        Excluir

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo