• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 07/10/2015

    Um lugar mágico chamado Jhoros (projeto de escrita)

    Olá leitores,

    Resolvi criar um projeto de escrita aqui no blog, cujo objetivo é incentivar as pessoas a escreverem mais. Convidei as minhas colaboradoras (Deborah e Paula) e alguns blogueiros amigos para participar e ver se dava certo.
    Funciona assim: uma pessoa inicia uma história de qualquer gênero sobre qualquer tema, envia a história para a próxima pessoa, que continua e passa para outra... Assim sucessivamente até todos escreverem e voltar para quem começou. Essa pessoa deve dar um fim para a história e criar um título para a mesma. 
    Esse conto fui eu que iniciei e terminei. Comecei um romance e quando recebi o e-mail para encerrar com a história, tive que terminar uma história de ficção científica. Os demais autores deram um rumo bem distinto do que eu imaginava quando resolvi escrever, logo, tive que me virar para terminar o enredo. Segue a primeira história do projeto (cada participante iniciará uma):

    Um lugar mágico chamado Jhoros


    Mesmo sentada naquela lanchonete e sem maquiagem, ela era linda. Tomava um suco de laranja e observava a novela na TV. Fiquei olhando admirado, será que ela tinha ideia da sua beleza natural? Pensei em falar com ela, me apresentar, mas recuei. Por que ela ia querer algo com um cara como eu? Afinal, eu era meio louco e fazia o tipo mauricinho, ela certamente não iria querer nem papo comigo, eu deveria tentar, mas fiquei com medo.

    Decidi então abrir meu livro e a observar disfarçadamente. E, quando eu menos esperava, lá vem ela em minha direção, puxa a cadeira e senta ao meu lado, perguntando o porquê estava admirando-a. Com as bochechas rosadas respondi sem nem raciocinar que a tinha achado perfeita, mas, um segundo após, percebi o quanto fora imprudente e como ela me olhava como se eu fosse um completo idiota. Então, resolvi tentar consertar e disparei:

    - Bom, não é todo dia que se encontra uma Jhorana por aí!
    Ela subitamente ficou vermelha, roxa, azul:
    - Como você… o que você sabe sobre Jhoros?
    - Eu já estive lá, sei como vocês se disfarçam de terráqueos, mas, acredite em mim, o disfarce não é tão bom assim!
    -Certo, certo. Escute, a verdade é que eu vim para o seu mundo em busca de algo que só existe aqui. Mas, se eu te contar, você tem que jurar que não dirá a ninguém. 
    Curioso para saber o que ela queria, apenas confirmo com a cabeça dando espaço para que ela continuasse a falar:
    - Bom, eu vim em busca de uma coisa chamada livro.
    - Sério?
    - Sim, no meu mundo falam muito sobre ele, então tinha vontade de ver pessoalmente, saber como ele é e onde posso encontrá-lo.
    - Bom, existem vários tipos de livros aqui na terra, e geralmente são encontrados em livrarias. Existe algum específico que você tem vontade de ver?
    - Sim, ele se chama... 
    BUM!
    Uma grande explosão impediu que ela me respondesse. Gritos, fumaça, pessoas correndo, um caos. 
    - Precisamos sair daqui... Agora!
    Surpreendentemente, ela se sentou na mesa, com um ar despreocupado e olhar dissimulado, e passou a trançar os cabelos.
    - Maldição, os imbecis me encontraram novamente – deixou escapar.
    - O que disse?
    - A verdade é que eu sou uma princesa, esses malvados invadiram o meu reino, e eu preciso encontrar esse tal de livro para que tudo volte ao normal em Jhoros! 
    O fato é que, ao acordar, já sabia que esse dia não seria um dia comum. Eu nem deveria ter entrado naquela lanchonete, no entanto, vivo com fome. Se eu tivesse ido direto à faculdade, não teria me metido nessa história de princesa, livro e malvados invasores. E que princesa é essa que não conhece um livro?
    - Deve ter alguma razão para você ter me encontrado, não é qualquer um que reconhece uma Jhorana, talvez você seja o meu salvador... Aquele que aparece na profecia... – Sem mais nem menos, ela se atirou em meus braços, passou as mãos em meus cabelos e foi aproximando o rosto e... – Não há dúvidas, você é o meu salvador! – quando ia me beijar, as paredes foram ao chão.
    - Entregue-se, Melandra, seus dias de criminosa terminam aqui!
    Deixe-me ver se entendi, então... ELA ERA A VILÃ DA HISTÓRIA!
    Meu mundo caiu, assim como todo o resto da lanchonete.
    No mesmo instante resolvi sair correndo dali, sair daquela loucura e esquecer tudo.
    Fui para casa e simplesmente não falei com ninguém, só entrei no meu quarto e pensei em tudo que aconteceu. Não podia acreditar que a primeira mulher a que eu havia me encantado era uma criminosa, não mesmo. 
    Os dias foram passando e eu não conseguia esquecê-la, não conseguia esquecer o seu olhar penetrante e o gosto do seu beijo, e que beijo, lembro-me muito bem.
    Até que, após dias e dias pensando nela, resolvi tomar uma decisão: Irei a Jhoros, não sei como, mas farei de tudo para ir a Jhoros e fazer com que ela me explique essa loucura, custe o que custar.
    Mas enquanto me arrumava, enquanto pensava nela, enquanto lembrava-me daquele nome que para nós terráqueos é bem esquisito... MELANDRA! “Que nominho hein?!” – pensei, mas balancei a cabeça e continuei a me arrumar. Outra dúvida que pairou sobre minha cabeça, como chegar a Jhoros, pois até o momento só ouvi falar desse lugar e de seus habitantes, mas ainda nunca tinha pensado em ir até lá.
    Sentei em frente a meu netbook que costumava usar para trabalhos da faculdade e comecei a pesquisar sobre o lugar chamado “JHOROS”.
    Uma busca minuciosa e perturbadora de uma hora e vinte e oito minutos – segundo meu relógio de pulso – mostrava-me que Jhoros não era mais do que um planeta fictício, criado por uma autora portuguesa chamada Romena G. – embora esse pudesse ser apenas um pseudônimo, considerando não haver informação alguma sobre a mesma, como se ela fosse também apenas um personagem fictício. A trilogia que ela publicara chama-se O inóspito mundo de Jhoros, cujos títulos dos livros são, respectivamente: O mar roxo; As almas vagantes; e A beleza da princesa. Lendo os títulos uma última vez, finalmente percebi a situação a que me encontrava. Abaixei a tela, sem me dar ao trabalho de fechar os programas abertos, respirei fundo e caminhei até a estante de livros; lá estava, perfeitamente guardada, a história de Jhoros. Ao lado jaziam frascos vazios de remédio. 
    Remédios... Foi então que tudo veio à tona. Precisava deles, tomei-os para voltar à minha sanidade. A enfermeira veio verificar como eu estava e constatou que eu havia parado de ter alucinações. Então, me convidou para ir ao refeitório do hospício em que eu me encontrava. Foi aí que a avistei: a princesa de Jhoros, que piscou para mim.

    FIM

    Deu para reparar bem que cada autor tem um estilo de escrita distinto e ideias diferentes.

    Segue os links dos autores da história e local no qual serão publicadas as demais:

    Tainan, Deborah e Paula - Eu Curto Literatura (blog atual);
    Mahju - Mahju Coelho
    Esther - Esther Lopes
    Mariana - Doces Resenhas
    Diego - Um tal de Hag

    Queria agradecer a todos, pois compraram a minha ideia e dizer que estou adorando criar histórias com vocês. 
    Se esse projeto der certo, criarei outros semelhantes. 

    Vocês gostaram da história? O que acharam do projeto? Comentem.

    7 comentários:

    1. Adorei a ideia!!! Já fiz algo parecido na escola, e é uma experiência bem legal!!
      Agora essa história!!! Adoreii. Mas estou inconformada de saber que o cara é doido.

      Beijos
      www.notavelleitura.blogspot.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Fiz essa atividade na faculdade, só adaptei aqui para o blog.
        Fui eu que fiz ele ser doido, peguei o texto na parte que mostra os remédios, então, pensei remédios... é doido. :D

        Excluir
    2. Amei o projeto e o conto ficou bem bacana,continuem fazendo o projeto e postando, amo coisas assim ! :D Bjs!

      http://www.mochileiradagalaxia.com.br/

      ResponderExcluir
    3. Eu amei esse negócio e tenho que participar do próximo *_*. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      ResponderExcluir
    4. Oque?? Não não gostei!!To pirando aqui!!!
      Que isso,que ideia genial,também quero participar!!!!!Por favor o que eu tenho que fazer??
      Que de mais.Ficou Muito Top!!

      Melissa Meu Jardim de Palavras

      ResponderExcluir

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo