• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 30/08/2015

    Poema: rotina

    Olá leitores,

    Como estão? Espero que o fim de semana tenha sido proveitoso. Vamos ao poema de domingo:

    Rotina
    (Arnaldo Antunes)

    A idéia é a rotina do papel.
    O céu é a rotina do edifício.
    O inicio é a rotina do final.
    A escolha é a rotina do gosto.
    A rotina do espelho é o oposto.
    A rotina do perfume é a lembrança.
    O pé é a rotina da dança.
    A rotina da garganta é o rock.
    A rotina da mão é o toque.
    Julieta é a rotina do queijo.
    A rotina da boca é o desejo.
    O vento é a rotina do assobio.
    A rotina da pele é o arrepio.
    A rotina do caminho é a direção.
    A rotina do destino é a certeza.
    Toda rotina tem sua beleza.

    Gostaram do poema?

    8 comentários:

    1. Oi, Tainan. :) Adorei esse! Tenho a sensação de que já havia lido, enfim... meu fim de semana não rendeu nada, como sempre rsrsrs.

      Beijinhos, Hel.

      leiturasegatices.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Acho que esse poema foi musicado, porque leio no ritmo kkkk Tenho que verificar isso :D

        Excluir
    2. Oi Tainan, e que louca e gostosa rotina é a vida! =)

      Lindo poema... ^^

      http://joandersonoliveira.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sim, rotina as vezes é ruim, mas ao mesmo tempo é bom :D

        Excluir
    3. Oi, Tainan! Obrigada pela visita lá no blog. :)

      Adoro esse poema. Ele já apareceu em alguma propaganda de beleza, não foi? Não lembro de qual empresa...

      www.ludeluciana.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Será? Tenho a impressão que conheço ele de algum lugar, será dessa propaganda, pode ser :D

        Excluir
    4. O curativo é a rotina da ferida.
      O detalhe é a rotina do acerto.
      A rotina da observação é a critica.
      A rotina da dor é a cura, e o curador
      é o signo de virgem.
      O signo da rotina.

      Grato,
      José

      ResponderExcluir
    5. Sim, esse poema foi "musicado" e foi roteiro da propaganda dos produtos Natura (Todo Dia).

      ResponderExcluir

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo