• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 09/04/2015

    A Rainha Normanda (resenha)

    Olá leitores,

    Sou apaixonada por romances históricos, portanto, fiquei curiosa assim para ler essa obra que lançou.
    A Rainha Normanda é da autora Patricia Bracewell, foi publicado pela editora Arqueiro nesse ano de 2015 e contém 392 páginas. A obra é baseada numa crônica anglo-saxã. No final do livro tem uma nota da autora explicando o que tem registro e o que ela inventou para florear o enredo.
    A história se passa em 1002, quando o rei da Inglaterra perde a esposa e é pressionado por seus conselheiros a se casar novamente. 
    O rei possui duas pretendentes: Elgiva, uma jovem ambiciosa e inglesa, a qual sua ama, Groa, viu que seu destino era se tornar rainha; e casar com uma das irmãs do duque da Normandia para fazer uma forte aliança politica, pela lógica deveria se casar com a irmã mais velha do duque, Mathilde, contudo, ela é uma jovem muito doente.

    Foto: do autor

    Pressionado pelos seus conselheiros, ele resolve tomar a mão de uma estrangeira, uma normanda, porém, como Mathilde é muito doente, sua mãe, manda Emma, a filha caçula de apenas 15 anos no lugar. O acordo é que ela se torne rainha e assim é feito, todavia, os filhos da falecida esposa do rei ficam furiosos, visto que sua mãe nunca foi coroada e se a nova esposa tiver um filho provavelmente herdará o trono.
    Emma conhece seu marido, o rei Ethelred II, apenas no altar quando é coroada. Ele é bem mais velho que ela e logo deixa claro que casou apenas por pressão política, além de que ela precisa ter um filho com ele para assegurar sua posição.

    Só via dor e tristeza em seu futuro, unida a um homem a quem não podia amar, no qual não podia nem mesmo confiar. 

    Na corte Emma vira a enfrentar problemas: a presença de Elgiva, que ainda sonha com a coroa, e Athelsan, o filho mais velho do rei que se encanta pela nova rainha.
    A história é narrada em 3ª pessoa por diversos pontos de vista: Emma, o rei, Elgiva e Athelsan, portanto, o leitor tem uma visão ampla do que está acontecendo e pode compreender melhor a atitude dos personagens. 
    É perceptível o amadurecimento da protagonista durante a trama, visto que se vê diante de muitos problemas e procura solucioná-los.  Os demais personagens também são bem trabalhados na trama, inclusive no aspecto psicológico.
    Também é possível apreciar a rotina da época, visto que não tinha as modernidades que temos hoje. É retratada toda uma trama política na história.
    A linguagem é simples, a edição vem com um pequeno glossário com algumas palavras típicas da época. A Rainha Normanda é o tipo de livro que prende a sua atenção pois você quer saber o que vai acontecer na trama.
    O livro é pertencente a uma trilogia (não sabia disso quando comprei), e os demais volumes ainda estão sendo traduzidos.
    Vocês já conheciam o livro? Já leram? Gostaram? Apreciam romances históricos? Comentem.

    10 comentários:

    1. Olá, tudo bem?
      Eu sou do blog Portão azul e você viu por lá que eu fiz um post sobre a série "Reign" e como amei demais esse estilo quero entrar mais nesse mundo de romances históricos. Esse, pela sua resenha, parece uma ótima opção pra começar. Colocarei na minha lista, provavelmente será o próximo kkk Obrigada pela dica

      Beijo,
      http://portaoazul.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Acho que a história da Emma se assemelha em alguns pontos com a da Mary, pois ambas foram mandadas para casar, até porque era comum na época o casamento arranjado por interesses políticos.
        De nada, depois me diz se gostou da obra.

        Excluir
    2. Oi Tainan,
      Acabei de receber esse livro aqui em casa e já não vejo a hora de iniciar a leitura! Todas as resenhas que li, até agora, estão elogiando a obra, espero gostar também!!
      Parabéns pela leitura e pela resenha!!
      Beijos,

      versosenotas.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Espero que goste tanto quanto eu Bárbara. Obrigada :D

        Excluir
    3. Tainan querida agradeço por sua atenção lá no blog =) vim retribuir seu comentário.
      Pois é sou parceira da editora arqueiro mas acabei não solicitando esse livro já que não tenho o hábito de ler Romances Históricos (fiquei com medo de me confundir com as questões políticas); mas pelo que pude perceber em algumas resenhas que li sobre a historia pode ser que eu goste do enredo.
      Adorei saber sua opinião. Parabéns pela leitura e resenha viu!!!

      Leituras, vida e paixões!!!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Realmente ele é histórico, mas tem todo um romance no enredo, talvez te agrade. Obrigada :D

        Excluir
    4. gosto tb de romances de epoca e esse me chamou bastante atencao, pretendo compra-lo logo!
      tonsdeleitura.blogspot.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Se gosta de romances de época, acho que vai adorar esse :D

        Excluir
    5. esse ainda não conhecia, adorei sua resenha. Vou colocá-lo na minha listinha de leituras
      Beijos!!!!

      E aí, gostou? | Facebook | Instagram

      ResponderExcluir

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo