• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 22/02/2015

    Poema: 4º motivo da rosa

    Olá leitores,

    O poema de domingo é da Cecília Meireles, tirei ele do site jornal da poesia. Vamos ao poema:

    4º motivo da rosa
    (Cecília Meireles)

    Não te aflijas com a pétala que voa:
    também é ser, deixar de ser assim.

    Rosas verá, só de cinzas franzida,
    mortas, intactas pelo teu jardim.

    Eu deixo aroma até nos meus espinhos
    ao longe, o vento vai falando de mim.

    E por perder-me é que vão me lembrando,
    por desfolhar-me é que não tenho fim.

    Fonte: Wikipédia


    Gostaram? Já conheciam? Qual o trecho que gostaram mais?

    11 comentários:

    1. Lindo poema, e essa rosa também! Um ótimo domingo amiga! Bjs

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Que bom que gostou, nem gosto de rosas, mas essa tá linda.

        Excluir
    2. Não conhecia o poema, muito lindo! E tem uma mensagem muito verdadeira.

      ResponderExcluir
    3. E por perder-me é que vão me lembrando,
      por desfolhar-me é que não tenho fim.

      gostei desse trecho. esse poema me lembra algo como ser frágil fisicamente, e de coração forte.

      ResponderExcluir
    4. Que lindo esse poema! <3 não conhecia...

      Até mais!
      Math // de-livro-em-livro.blogspot.com

      ResponderExcluir
    5. Ola! Tainan
      Eu amo poesia e já escrevi muito poema. E Cecília Mereles e a minha poetiza preferida. Gosto de Drumond, Maria Quintana, Vinícios. Também curto Castro Alves.
      Mas Cecília é demais, é ainda, porque a obra dela imortaliza. Já li uma antologia poética dela. É incrível como ela brinca com as palavras. Para mim ela é poeta, escritora e uma perfeita artista. Uma poesia dela muito perfeita é "Mulher ao Espelho" é incrível que querendo ou não agente ver no eu lírico a mulher de ontem e de hoje. Gosto bastante do seu blog, mas esse post para mim foi o mais perfeito de todos, parabéns!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Eu gosto do Drummond e do Alvares de Azevedo. Não conheço esse poema, vou procurar conhecer, obrigada pela dica.
        Jura? Que linda *o*

        Excluir
    6. Esse eu não conhecia, que lindo. Cecília arrasa.

      ResponderExcluir

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo