• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 06/08/2014

    Maratona Harry Potter: Harry Potter e a pedra filosofal



    Olá leitores,

    Há uns tempos atrás estava procurando livros para ler em minha estante e olhei minha coleção do Harry Potter e pensei: por que não? Os livros já estão velhinhos visto que ganhei o primeiro com 10 anos (faz um tempinho). Desde então, estou relendo todos e reparando em detalhes, os quais não havia reparado ou não me recordava.
    O livro se inicia quando Dumbledore resolve deixar o pequeno Harry com os tios trouxas (sem magia), o tempo passa e vimos que os tios não gostam de dele, ele tem como quarto o armário debaixo da escada e usa as roupas que não servem no seu primo Duda, esse o usa como saco de pancadas. Sempre imaginei como seria a vida do protagonista se tivessem uns tios que o criassem como filho. Se mudaria algo em sua personalidade. 
    Descobrimos juntamente com Harry que ele é bruxo e famoso "o menino que sobreviveu". Logo, conhecemos o beco-diagonal, uma rua de comercio bruxo, onde se pode comprar varinhas, material escolar, entre outros. É nesse lugar que Hagrid compra Edwiges, a coruja branca que o acompanha em todos os livros.
    Conhecemos também, Hogwarts, a escola de magia e bruxaria, que se torna cenário de quase todos os livros. Acredito que todo leitor sonhou em estudar lá em dia. Conhecemos também as casas: Grifinória, Sonserina, Lufa-lufa e Corvinal, o leitor sempre tem sua favorita e começa a se questionar para qual iria se estudasse lá. Nessa nova leitura, parei para prestar atenção nas aulas: voo, poções, feitiços (o professor é fantasma, nos filmes não) e etc. 
    É nesse livro que é nos apresentado o quadribol, o esporte que possui três tipos de bola e joga-se montado em uma vassoura. Todavia, como não tenho talento para nenhum esporte, acredito que não jogaria, mas não dispensaria assistir a Copa Mundial de Quadribol (mostrada em Harry Potter e o cálice de fogo), assim como não dispensei assistir a copa do mundo.
    Lendo esse livro após ler a série inteira, pude notar como os personagens foram evoluindo ao longo da saga, vimos Harry e Rony não gostando de Hermione, por achá-la inteligente e exibida demais. 
    Há coisas que não se pode fazer junto sem acabar gostando um do outro, e derrubar um trasgo montanhês de quase quatro metros de altura é uma dessas coisas.
    Depois disso, o trio se torna inseparável, apesar dos conflitos que veremos ao longo da série. Claro que não posso deixar de mencionar o primeiro encontro de Harry com o lorde das trevas, logo após a partida de xadrez de bruxo. Harry consegue escapar, mas ele retorna no livro seguinte, mas isso fica pro próximo capítulo da minha maratona...

    Carta de Hogwarts
    O trio: Harry. Hernione e Rony

    Edwirges

    2 comentários:

    1. Nossa, eu já nem AMO Harry potter e ainda vejo um post desses ♥ muito amorrrr haha, Parabéns, seu blog é tuuuudo de bom, tem um desing muito fofo e é super atual , amei ! u-u

      ResponderExcluir
    2. Parabéns pelo seu post sou uma grande fã da saga e me surpreendi e me admirei pela sua resenha

      ResponderExcluir

    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo