02/12/16

Parceria com autora Ellen Savvy do livro Alma Perdida

Olá, leitores!

Me senti muito honrada com o convite da autora Ellen Savvy para poder apreciar sua obra, trata-se do primeiro volume da série Místicos: alma perdida. Confiram a sinopse:

Místicos: alma perdida:

É uma história de amor e grandes batalhas, onde diversos seres místicos estão envolvidos para possuir ou salvar Elena.Com um cenário cheio de mistérios, os bons nem sempre serão bons, os maus
Créditos: clube dos autores
nem sempre serão maus e nada é exatamente como parece ser. O que Elena não sabe é que, tanto Seth quanto Evan, são seres místicos que surgem para protegê-la contra os perigos do caminho obscuro que Bruxas e Demônios e ela vai precisar decidir para qual dele entregará o seu coração. Elena, uma cirurgiã oncologista está sendo atormentada por pesadelos sem explicação. Ela conhece Seth, um médico recém contratado no hospital, que passa a ajudá-la a passar por essa fase difícil e Evan, uma celebridade engajada em ações sociais. O que você faria se, de um dia para o outro, descobrisse que está rodeada por seres místicos e que eles não são exatamente como você sempre acreditou?

O que posso adiantar: já comecei a ler o livro e estou curtindo a narrativa, logo, teremos resenha aqui no blog. O que acharam da sinopse? E da capa? Gostam de livros de fantasia?  Comentem.

29/11/16

Harry Potter e a criança amaldiçoada

Olá, leitores!

Como a maioria de vocês sabem, comecei a ler com a saga Harry Potter e por isso sou fã. Logo, apesar de ter lido plot do roteiro e não gostado, me senti na obrigação de comprar e ler este o oitavo livro, é aquela história de ter que terminar a saga.
Vale ressaltar que temos o roteiro da peça produzida em Londres, ou seja, se difere dos sete romances publicados anteriormente. Como é um roteiro, não temos descrições dos locais ou aparência de personagens, já que no teatro tudo isso é visto pessoalmente. Confesso que apesar de conhecer o gênero, senti falta das descrições de locais.

Foto: arquivo pessoal

Bom, vamos ao enredo: a história começa exatamente no final do "Harry Potter e as relíquias da morte" mostrando a insegurança de Alvo Severo, o filho do meio de Harry e Gina, em ir para Sonserina e... bom... é para lá que ele vai! Alvo Severo é rapaz inseguro, que sente a cobrança dele por ser filho do famoso Harry Potter, porém ele não tem o mesmo talento do pai pois mal sabe montar numa vassoura. Além disso, se sente diferente e excluído por ser único dos filhos de Harry a ir para a Sonserina. É nessa casa que faz amizade com outro que é deixado de lado, Escórpio Malfoy, esse todos fogem por ter um boato que é filho do Voldemort, aliás uma das inúmeras coisas mal explicadas na trama. Harry, ao saber dessa amizade, faz de tudo para separar porque acredita que Escórpio é uma má influencia pro filho. Vale ressaltar que já não se dão bem, Harry não consegue compreender que Alvo é diferente dele. Após uma das brigas entre pai e filho, Alvo escuta uma conversa entre o pai e Amos Diggory, o pai de Cedrico, que pede para que Harry volte no tempo e salve seu filho, Harry se nega alegando que mexer é perigoso. Logo, Alvo, na companhia de Escórpio, resolve voltar no tempo e salvar Cedrico.

Harry (enfim perdendo o controle): Sabe do que mais? Estou farto de ser responsabilizado de sua infelicidade. Pelo menos você tem um pai. Porque eu não tive, está me ouvindo?

Foto: arquivo pessoal

A princípio eu gostei do plot, pois sempre achei que Cedrico, assim como vários outros personagens, não merecia ter morrido. Porém, há muitas divergências entre os oitos primeiros livros e esse, isto é, informações que não batem. Pretendo fazer um post só sobre isso contando spoilers.
Finalizo a presente resenha dizendo não sei ao certo a minha opinião sobre o livro, por um lado não gostei por conta da descaraterização dos personagens, além dos novos não serem bem trabalhados. Mas ao mesmo tempo não posso negar a nostalgia e a emoção de estar lendo Harry Potter de novo, então gostei por esse ponto. Aconselho os fãs da saga a lerem por conta disso.
Já leram? Gostaram? Pretendem ler? Comentem.

22/11/16

Filme: animais fantásticos e onde habitam (sem spoilers)

Olá, leitores!

Como fã da saga Harry Potter, fui conferir o novo filme da universo mágico criado pela J.K. Rowling o que vira ser um dos melhores filmes do ano. Acho que não tinha maneira melhor de presentear os fãs até porque a criança amaldiçoada é ruim. 
Para quem tá por fora: não se trata de um filme sobre o personagem Harry Potter e sim do mundo bruxo criado pela autora, até porque a história se passa 70 anos antes do nascimento do Harry. O filme é protagonizado pelo Newt Scamander, que vira ser um autor do livro didático "Animais Fantásticos e onde habitam" usado por Harry em Hogwarts. Mas não confunda, aquele livrinho vermelho de 63 páginas é apenas um dicionário, o filme não é adaptado dele e sim uma história totalmente nova.

Créditos: Warner

Na obra cinematográfica vimos Newt cuidando das criaturas magicas, que cismam em escapar da sua maleta e acabam trazendo confusões nos Estados Unidos. Porém, a história vai além disso, não se trata apenas de capturar animais, tem um ar bem mais pesado e complexo na história, no qual não vou me alongar aqui para não estragar a surpresa de quem não viu. Mas posso garantir que é muito bom.


Os personagens, a maioria novo para o público, conseguem agradar. Eu que tinha duvidas se o Newt iria ser um bom protagonista, me enganei, Eddie Redmayne (ganhador do Oscar por "A teoria de tudo") está maravilhoso no papel. Aliás, todos os estão, simplesmente me encantei pelo quarteto protagonista e me surpreendi ainda mais com a atuação do Ezra Miller, já admirava o trabalho dele desde "As vantagens de ser invisível". 
O filme é maravilhoso em sua totalidade: atuação, efeitos, trilha sonora. Eu só achei que não consegui prestar atenção em todos os detalhes que deveria, vendo apenas uma vez, por isso pretendo ver de novo.

Créditos: Warner

Para você, que como eu, é fã de Harry Potter, eu recomendo muito assistir, apesar de não ser o trio que estamos acostumados, o universo é o mesmo, a nostalgia de estar no cinema com aquela música e a logo a Warner não tem preço.
Já viu? Gostou? Pretende assistir? Comente.
Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo