• início
  • contato
  • parceria
  • blogroll
  • Livros Resenhados

  • 18/05/2017

    Livro x série: 13 reasons why (os 13 porquês)

    Olá, leitores!

    Me apaixonei pela série "13 reasons why" e depois disso li o livro. Há tanto diferenças como semelhanças entre eles, por isso vim fazer um comparativo, e, obviamente a postagem terá spoilers. Gostaria de dizer que no geral a série está fiel à obra literária escrita pelo Jay Asher, pois conta a história da Hannah e todos os treze motivos que a levaram a cometer o suicídio, os motivos são exatamente os mesmos. A narrativa é bem semelhante, temos a Hannah contando por meio das fitas e temos o Clay reagindo a elas.

    O modo como a Hannah se matou é diferente:

    Livro: a Hannah admite procurar uma forma menos dolorosa de morrer e por isso opta por overdose de remédios.

    Decidi optar pela maneira menos dolorosa possível. Comprimidos.
    Série: talvez por querer impactar ou mostrar que cometer tal ato não é simples e indolor, os produtores optaram por fazê-la cortar os pulsos em uma banheira.

    No livro o Clay ouve todas as fitas em uma noite:

    O fato do Clay levar muito tempo para ouvir as fitas é um dos pontos mais criticados na série. Claro que para transformar um livro de 244 páginas em treze horas e prender a atenção de quem assiste tiveram que mudar.


    No livro a vítima do acidente não é o Jeff:

    De fato há um acidente causado por Jenny (pelo menos este é o nome dado a Sheri na versão traduzida) semelhante ao da série, porém a vítima é um aluno que o Clay nem conhece. Talvez colocar um personagem conhecido seja para impactar mais.

    Créditos: Netflix

    No livro não há busca de justiça:

    Tudo aquilo de ele gravando a confissão do Bryce ou até mesmo os pais da Hannah processando a escola é invenção da série, por sinal acredito ser um ótimo gancho para a próxima temporada. Mas, no livro, o Clay apenas passa as fitas adiante.

    Na série conhecemos as histórias dos outros personagens (porquês):

    Sim! Temos a série mais completa que o livro! Enquanto na obra literária vimos apenas a história do ponto de vista da Hannah e o Clay reagindo, na série vimos os outros personagens lidando com os próprios problemas, tendo qualidades e defeitos.

    Ressalto que, apesar de que a série ser mais completa, vale a pena ler o livro por conta da narrativa, contarei mais detalhes sobre isso na resenha que terá em breve no blog.

    Post sobre a série


    Já assistiram à série? Leram o livro? O que acharam? Comentem.

    09/05/2017

    A escolhida, de Amanda Ágatha Costa (resenha)

    Olá, leitores!

    "A escolhida" foi escrito pela Amanda Ágatha Costa, publicado pela editora Arwen em 2015 e contém 369 páginas (dados retirados do e-book, pode haver mudanças em relação ao livro físico). Este foi o primeiro livro com o tema anjo que li, então estava ansiosa para conhecer a temática.
    A protagonista da obra, Ariali, ou apenas Ari, como prefere ser chamada, é um anjo, mas não um bondoso como costumamos conhecer. Ela tem um lado mau e costuma sentir prazer em matar, por isso é banida do céu.

    - Você é uma banida, afinal. Não sei como não notei antes. Deveria saber que os integrantes da sua espécie não são capazes de hipnotizar determinadas criaturas. Vampiros estão incluídos nesta lista.
    Foto: arquivo pessoal

    Um dia, em uma de suas caçadas rotineiras, ela é sequestrada e levada para um círculo, uma espécie de sociedade de feiticeiros, liderado por Egran, um poderoso feiticeiro que a obriga a cumprir tarefas para ele. Caso fracasse, ela morre. 

    A vida no círculo pode ser agradável se você aceitar que ela seja.
    É neste círculo que ela conhece Luke, com o qual desenvolve um romance; devo ressaltar que é uma história bem trabalhada pela autora e que nos encanta e faz torcer pelo casal. O que nos fascina é a personalidade diferente dos dois: Ari é explosiva e teimosa e o Luke, calmo.

    Não tenho família, nem imagino de onde venho. Matar é o meu maior desejo e o único que não deixo de colocar em prática. [...] Sou o nada e o tudo, o perdão não é acumulado em minha carne e as emoções não invadem o meu coração. Sou a própria rocha.

    Foto: arquivo pessoal

    Um dos pontos altos da obra é o fato dos personagens serem muito bem desenvolvidos e humanizados, ou seja, todos eles têm qualidades e defeitos, não são 100% maus ou bons. Devo ressaltar aqui a nossa protagonista que mesmo sendo anjo, conseguimos nos identificar com ela.
    Além disso, o ambiente e a história são bem desenvolvidos, porém, por algum motivo inexplicável, não conseguiu prender a minha atenção. Já vi vários comentários dizendo que leu rápido porque não conseguia parar de ler, bom, não foi o meu caso, talvez não estivesse na "vibe de ler fantasia" no dia. Mas concluo dizendo que é uma história muito bem desenvolvida e recomendo.
    Já leram? Gostaram? Pretendem ler? Comentem.

    04/05/2017

    Favoritos do mês de abril: livro, série e programa de tv

    Olá, leitores!

    Vamos aos favoritos do mês da páscoa:

    Livro:


    Li pouco neste mês, mas meu favorito foi "o tempo que for necessário" da Ellen Savvy. Gostei de ver como a autora se saiu numa obra mais realista por assim dizer (só tinha lido literatura fantástica dela), em breve terá resenha, mas já adianto que gostei bastante do livro e que se trata de um romance com pegadas eróticas. 

    Série:

    No começo do mês, assisti em três dias a série "13 reasons why" (post falando sobre). Trata-se de um drama que se inicia com o suicídio da Hannah e ela deixa sete fitas explicando os motivos pelos quais se matou. Gostei tanto que já comprei o livro que deu origem a série.

    Seriado:


    Assisti também a décima temporada de "two and half man (dois homens e meio)", a primeira com o Ashton no lugar do Charlie. Confesso que anos atrás assisti ao primeiro episódio e não havia gostado, agora dei uma chance e curti, vale a pena, dei boas risadas.

    Créditos: CTV

    Programa de televisão:

    Estou acompanhando o reality show da Record "Power couple", trata-se de uma competição entre casais famosos (uns realmente famosos, outros que ninguém conhece). Contém provas interessantes e muitos barracos.

    Quais os seus favoritos do mês? Comente.
    Eu curto literatura. Todos os direitos reservados.© - Powered by Blogger. imagem-logo